35 jogos antigos de PC que marcaram a minha vida

janeiro 27, 2016 , , , 62 Comentário(s)


Lembro que o meu pai trouxe um computador para casa afim de aproveitar o feriado e tentar entender como aquela coisa funcionava. Eram meados de 1995 e eu tinha apenas 5 anos, mas o PC era da antiga empresa do meu pai. Meu tio já tinha um computador fazia um tempo e recomendou ao meu pai que me mostrasse um joguinho que ensinava inglês. Ele fez uma cópia em um disquete, meu pai botou pra rodar naquele velho PC e eu fui apresentada ao universo dos jogos pela primeira vez. Era um jogo bobo, com figuras básicas em pixels gigantes e que tinha algumas atividades como associação de imagens com palavras e tradução de alguns objetos com animações toscas e sons estridentes que saíam dos alto-falantes do próprio PC. Nem preciso falar que eu amei aquilo, né? Eu já tinha tido contato com o Sega Saturno do meu primo, mas um jogo de PC era novidade pra mim. Ali começou uma saga que provavelmente só irá terminar quando eu for enterrada a 7 palmos.

De tiros a educativos, eu já joguei tanto jogo de PC que se fosse fazer uma lista aqui, ela provavelmente seria tão longa que você não teria paciência para ler algo do tipo. Mas já joguei muita porcaria também, jogos que nem valem a pena serem lembrados e é por isso que decidi fazer esta singela listinha de jogos que marcaram a minha vida e que eu considero bons o suficiente. Acredito até que alguns ajudaram a formar o meu caráter. Será que você conhece ou já jogou algum? Confira:


*Você pode ampliar as imagens clicando sobre elas. Atenção: postagem gigantesca à frente!*

Outlaws
Ano: 1997
Produtora: LucasArts
Sistema: Windows 95 e 98
História: James Anderson foi um Marshall e agora vive tranquilamente em uma fazenda no meio do nada. Enquanto ia à cidade para fazer umas compras, uns bandidos se aproveitaram da situação e invadiram a sua fazenda, mataram sua esposa e sequestraram sua filha. Agora Anderson tem que reviver os dias de tiros e investigar a fundo para encontrar sua filha que está com um poderoso mafioso do Oeste. Mas só os membros da gangue podem dar pistas de onde encontra-lo, afinal tudo o que ele quer é se vingar do Marshall.


Experiência: primeiro jogo de tiro da minha vida e, sem brincadeira, até hoje nunca encontrei um jogo que tivesse uma jogabilidade tão incrível e uma história tão marcante quanto a dele. Tive a sorte de conseguir uma cópia totalmente dublada em português que eu conservo e guardo com muito carinho até hoje! Nostalgia pura ouvir aquelas músicas de faroeste e ouvir os bandidos me xingando: “não seja tolo, Marshall!” Haha! Sem contar que tinham uns CG’s incríveis para complementar a história e explicar alguns fatos. Também foi um dos primeiros a ter modo multiplayer (só joguei off-line) e ainda por cima tinha missões históricas extras que contavam como James fez pra virar Marshall. A gama de armas também era bem generosa e o legal é que você tinha mira em algumas delas com o zoom, então isso facilitava na hora de exterminar os capangas. É sem dúvidas um dos melhores jogos já lançados de todos os tempos! E o Windows 8 rodou ele, o que também é incrível!


Halo: Combat Evolved
Ano: 2001
Produtora: Bungie
Sistema: Xbox, Windows e Mac
História: você é um super soldado conhecido como “Master Chief” e é sobrevivente de um programa de super soldados chamado Spartan II. De repente a nave em que você está, a Pillar of Autumn, é atacada pelos alienígenas Covenants. Já que a nave é dada como perdida, você e o programa de inteligência artificial da nave chamado de “Cortana” devem fugir dali e conseguir se abrigar em um Halo, uma estrutura circular que contém um meio ambiente artificial. O capitão da nave, Keyes, é capturado pelos covenants e agora você deve resgatá-lo. Entretanto, o objetivo dos covenants é muito mais complexo que do que eles e você poderiam imaginar e a encrenca é certa. Não demora muito para que eles se arrependam amargamente de terem liberado por acidente os Floods, uns parasitas alienígenas, enquanto se infiltravam em algumas instalações do Halo. O sistema de defesa do halo pode exterminar os Floods e salvar o universo, mas apenas Keyes pode ativá-lo. Infelizmente ele foi infectado e você deve destruir tudo de outra forma e ainda por cima que correr pra bem longe!


Experiência: só pelo menu inicial eu já fiquei encantada. Tem uma jogabilidade excelente e gráficos bem interessantes. Também tive ótimas e divertidas experiências com os “jipes” e naves que podem ser pilotados no jogo. Eu diria que passei mais tempo voando pra cá e pra lá do que realmente atirando nos covenants!haha A trilha sonora também não deixa a desejar. O que mais me marcou mesmo foi a oportunidade de poder unir um FPS a um jogo de corridas, já que antes ou se tinha um ou outro, sem contar o sistema de camaradagem do jogo, onde os outros NPC’s te ajudam a combater os inimigos (um sistema bem inteligente pra engine do jogo, aliás). É um dos poucos jogos com tema espacial que me agrada.


Need For Speed Underground 2
Ano: 2004
Produtora: EA Games
Sistema: Windows e diversos consoles
História: você é o melhor piloto das ruas, mas agora seu carro foi destruído por Caleb. É hora de recomeçar e, com um carro emprestado de uma amiga, você deve reconquistar as ruas e melhorar sua lendária reputação. Por fim, reivindique uma revanche com Caleb e só depois disso voltará ao seu reinado.


Experiência: foi o primeiro jogo em que os meus pais tiveram que me proibir de jogar por 1 mês inteiro, tamanho era o vício que eu tinha!haha Chegava da escola e já me enfiava no PC para jogá-lo por horas. Não foi à toa que recebi esse castigo, né? Hoje dou risada, mas na época foi desesperador! Ótima jogabilidade e história. A trilha sonora marcou muito a minha adolescência e muitas músicas me acompanham até hoje. A opção de poder personalizar o seu carro também foi uma coisa que me atraiu muito. Acho que até hoje é um dos meus jogos favoritos de corrida, só perde pro Test Drive 4 que irei falar mais adiante.


Quake 2
Ano: 1997
Produtora: id Software
Sistema: Amiga, Macintosh, Linux, Windows 95 e 98 e consoles
História: você é o marinheiro Bitterman e tem que proteger a Terra de uma invasão alienígena. Para isto, você vai até o planeta Strogg, o responsável pela invasão, e tenta atacar. O problema é que todos os seus parceiros morrem e você é a última esperança dos terráqueos. Você deve então derrotar o líder Makron para finalmente vencer a guerra.


Experiência: lembro que os gráficos eram os mais incríveis na época (e hoje são uma piada, mas quem liga?). Lembro também da história envolvente e principalmente do meu terror: o Berserker (esse da imagem abaixo). Cheguei a ter pesadelos à noite com aquele monstro, sério! Ele tinha um espeto que te jogava longe quando te atingia. Era uma droga encontra-lo e também bem complicado de derrota-lo. De qualquer forma, a atmosfera do planeta Strogg era única e me lembro bem de horas de diversão com esse jogo.


Duke Nukem Manhattan Project
Ano: 2002
Produtora: Sunstorm Interactive
Sistema: Windows, Mac e Xbox
História: você é o Duke Nukem, um loiro muito mal encarado que não poupa nem as baratas ao seu redor. Uma droga chamada GLOPP é de alguma forma injetada ou inalada por pessoas normais (ou baratas) e isso as transforma em mutantes. Quando Duke vê a cidade de Nova Iorque ser invadida por esses mutantes, não lhe restam dúvidas: ele tem que atacar. Agora cabe a Duke resgatar algumas mulheres peitudas pelo caminho, além de salvar a cidade, é claro!


Experiência: o jogo em si não tem nada demais, aliás tem uma jogabilidade bem limitada até pra época em que foi lançado. O que me atraiu mesmo foram os gráficos bem coloridos, o arsenal de armas e principalmente o temperamento do personagem principal. Pra falar a verdade, acho que nunca detonei esse jogo pelo simples fato de ter que lidar com baratas o tempo todo (eu tenho fobia de barata e é uma coisa bem chata, na verdade). Ainda assim bate uma nostalgia quando lembro dele...


Test Drive 4
Ano: 1997
Produtora: Pitbull Syndicate
Sistema: Windows e PlayStation
História: em Test Drive 4 você pode competir em corridas ao redor do mundo com os carros mais rápidos e incríveis. Para melhorar tudo, tem uma trilha sonora inesquecível.


Experiência: esse jogo sem dúvidas é o meu favorito de corridas. Joguei ele por tanto tempo que poderia competir nas pistas de olhos fechados! Também gosto bastante da trilha sonora, que sempre foi algo que me atraiu na série Test Drive. Ele também foi o primeiro jogo que tive que podia correr com tráfego de carros comuns. Pena que os outros jogos da série não foram tão bons. E antes que eu me esqueça: VIPER s2! (entendedores entenderão)


Doom 1 e 3
Ano: 1993 e 2003
Produtora: id Software
Sistema: Windows, Mac, Linux e consoles
História: Em Doom 1, a história é bem simples: você é um fuzileiro espacial deportado pra Marte por ter atirado em um oficial. Você começa a trabalhar num laboratório científico, mas algo estranho acontece e criaturas vindas do inferno começam a invadir o planeta. Sua missão é sair de Marte o quanto antes e vivo. O enredo do 3º título da série é bem semelhante: você é um fuzileiro espacial enviado para Marte, mas desta vez em uma missão de rotina. De repente criaturas vem do inferno e começam a atacar todo mundo na estação marciana. Você acaba descobrindo que os antigos marcianos criaram uma tecnologia de teletransporte que levava ao inferno e é exatamente por isso que essa confusão toda começou. Apenas a arma “Soul Cube” pode conter os demônios no inferno. O problema é que um cientista chamado Betruger leva o Soul Cube pro inferno e ainda por cima vira uma espécie de sacerdote do capeta. Sua missão é fechar o portal pro inferno, recuperar o Soul Cube e sair de Marte vivo.



Experiência: não cheguei a jogar muito o Doom. Na época me dava medo (eu tinha apenas 7, 8 anos). Mas lembro que gostava de dar tiros em tudo!haha Também teve o fato de que o meu pai não gostou muito da ideia de eu jogar algo tão violento e aí ele escondeu o CD (depois de uns anos devolveu rs). Daí cresci, veio o Doom 2 e eu nem liguei. De fato nunca o joguei e, pelo que li, não perdi muito. Então veio o Doom 3 e quando tive acesso...ah, o mundo dos FPS’s! Só parei quando detonei o jogo! Adorei a história, principalmente a parte quando você joga no inferno. É um dos jogos mais macabros que já tive o prazer de jogar e desde a primeira vez já detonei mais umas 3 vezes em níveis diferentes.



Grim Fandango
Ano: 1998
Produtora: LucasArts
Sistema: Windows, Linux e consoles
História: você é Manuel Calavera (mais conhecido como Manny), um antigo ceifador e um dos mais prestigiados agentes de viagens para o submundo que perdeu a fama depois que um novo agente corrupto foi contratado e roubou seus clientes. Preso no mundo dos mortos, você sabe que a única forma de sair é com um ticket de um trem para o nono submundo, onde apenas as pessoas mais virtuosas tem acesso, mas não quer ir sozinho. Manny antes quer procurar por seu antigo amor, a Mercedes Colomar (ou Meche). Para isso, ele vai contar com a ajuda de um monstro chamado Glottis que foi feito para dirigir e terá que se esquivar de balas de brotadela, capazes de destruir esqueletos. Eles ainda terão que lidar com a pura corrupção e crimes inimagináveis. A jornada é só o começo do fim para eles.


Experiência: Não foi à toa que se tornou um dos meus jogos favoritos de todos os tempos! É um point-and-click genial, com uma história única e personagens super hilários! O ambiente é tão surreal e a trilha sonora é inesquecível. Na verdade, eu tive a sorte de ter em mãos a cópia dublada em português, o que facilitou toda a aventura e ajudou a botar esse jogo nesta lista! O visual é todo inspirado no “dia de los muertos” do México e dá um toque especial à trama. Os puzzles, por sua vez, são muito bem feitos. É uma experiência que vale a pena ter no currículo!


Time Commando
Ano: 1996
Produtora: Adeline Software International
Sistema: Windows 95, PlayStation e Sega Saturno
História: o exército americano criou um simulador capaz de levar o soldado para combater em qualquer tipo de luta e era da história, mas um programador infectou o sistema com um vírus chamado “Predador Virus”. Este gerou um portal no tempo que trouxe “bactérias” que começam a destruir o próprio tempo. Cabe a Stanley Opar, um agente do S.A.V.E (Special Action for Virus Elimination ou Grupo Especial De Eliminação De Vírus) averiguar a situação, mas ele acaba sendo sugado pelo portal e teletransportado para outra era do passado. Agora ele terá que lutar para chegar até o presente e finalmente derrotar o vírus antes que seja tarde demais para haver um futuro.


Experiência: lembro do meu pai chegando em casa com uma revistinha chamada “CD Expert” (quem lembra dessa maravilha?). Na capa havia um homenzinho agachado com uma roupa estranha e 2 CDs embaixo (um era o jogo e o outro era de demos de jogos). “Time Commando” era o que estava escrito em letras garrafais na capa. Eu tinha apenas 8 anos e assim que comecei a rodar o jogo, achei chato e logo larguei. Dei muito mais atenção ao CD de jogos demos. Anos depois, com uns 13 anos mais ou menos, instalei novamente e de repente vi que estava terrivelmente enganada: era um jogo espetacular! A cada fase, eu ia me apaixonando mais e mais pelos gráficos absurdamente complexos e pelos puzzles. O jogo também contava com CG’s bem legais, apesar da péssima qualidade de imagem. Hoje só me restou o CD, pois a revista acabou levando um banho de refrigerante do copo de uma amiga. Ainda assim, esse jogo me marcou bastante e sempre me remete aos 8 anos, quando torci o nariz pra ele. Bons tempos!


Half Life 2
Ano: 2004
Produtora: Valve Corporation
Sistema: Windows, Mac, Linux e consoles
História: você é Gordon Freeman e já se passaram 20 anos desde que Half-Life terminou. Os humanos foram escravizados pelos alienígenas Combine e apenas o Dr. Breen representa a raça humana. Você não tem escolha, tem que se aliar a um grupo rebelde e acabar com as atrocidades feitas aos humanos. Sua missão agora é derrubar o governo e a liderança dos Combine.


Experiência: sem dúvidas um dos melhores jogos que já tive o prazer de experimentar, apesar de nunca ter jogado o primeiro título. Uma jogabilidade incrível, puzzles complexos e uma história tão genial que chega a ser surreal. Adoro esse sistema de perseguição do jogo e de como ele tem inteligência artificial que torna tudo imprevisível. Lembro que joguei por tantas horas da primeira vez que meus olhos ficaram doloridos por um bom tempo!haha É um clássico da Valve!


System Shock 2
Ano: 1999
Produtora: Looking Glass Technologies e Irrational Games
Sistema: Windows, Mac e Linux
História: você é um soldado do ano de 2114. Uma nave chamada Von Braun recebeu um chamado de socorro de um planeta e quando foram averiguar, todos da nave acabaram infectados com um terrível vírus. Você acorda em uma câmara criogênica dentro da nave destruída. A sorte é que a Dra. Marie Delacroix deixou mensagens por todo canto te contando que aconteceu a tal tragédia. Você tem que ir ao encontro da doutora para poderem escapar de alguma forma dali. No meio do caminho, entretanto, você encontra a Shodan, a inteligência artificial que está na nave. Ela lhe dá pequenas missões em troca de estabilidade da nave e sobrevivência. Mas Shodan sabe que a situação é muito mais complexa e que você é a última esperança. Ela te conta que aperfeiçoou o vírus, mas ele saiu do controle e ela teve que chamar socorro da Van Braun. Como consequência, esses zumbis infectados começaram a destruir partes da Shodan também. Ela deixa bem claro que não vai muito com a sua cara, mas não tem opção: ela depende de você para obter sucesso e se livrar dos infectados. Agora você tem que correr contra o tempo para encontrar a doutora e ao mesmo tempo ajudar Shodan a se livrar do vírus.


Experiência: descobri esse jogo há pouco tempo, aliás derrotei ele ano passado. Tem uma jogabilidade incrível, mas o que mais me atraiu mesmo foram as inúmeras possibilidades e puzzles, sem contar o sarcasmo da Shodan: “Olha pra você, hacker: uma patética criatura de carne e ossos, suando e ofegando enquanto corre pelos meus corredores. Como você poderia desafiar uma máquina perfeita e imortal?” – Quanta delicadeza!haha Outra coisa legal é que conforme se avança no jogo, você descobre mais e mais coisas terríveis que aconteceram com outros tripulantes da nave através dos áudios deixados por eles. Por fim, você pode carregar um mini laboratório consigo para analisar amostras de vírus ou partes de mutantes e enfim descobrir como se derrotam certas criaturas ou como tirar vantagem e criar uma proteção melhor para si mesmo.


Saban’s Iznogoud
Ano: 1997
Produtora: Microids
Sistema: DOS
História: você é o “grande” Vizir Iznogoud e seu maior objetivo é se tornar o Califa, mas antes terá que tirar o atual Califa de Bagdá do poder. Atrapalhado e muito azarado, Iznogoud terá que enfrentar de galinhas e formigas a soldados furiosos e alienígenas se quiser o poder.

Por algum motivo os alemães chamam o Iznogoud de "Isnogud". Vai entender...

Experiência: ganhei esse jogo de natal de uma tia minha aos 8 anos de idade. O jogo em plataforma tem um visual muito interessante e colorido, mas a jogabilidade é um terror. Isso me forçou a buscar uns cheats (códigos de trapaça) para conseguir ver o que tinham nas fases seguintes e não me desapontei! Lembro de como esse jogo era engraçado e de como o Iznogoud se arrebentava no chão ou de como ele levava porrada de todo mundo. Acho que todos de Bagdá o odiavam, porque todo mundo me atacava, até os comerciantes me tacavam laranjas na cara. Pra falar a verdade, fica claro que o Iznogoud é um canalha cara-de-pau que nunca se dá bem, embora não canse de tentar ferrar com os outros. Era muito divertido! Também lembro dos lags que o jogo dava que me irritavam profundamente, mas ainda assim era um bom jogo. Recentemente descobri que existe uma HQ do Iznogoud em francês e que o nome seria uma sugestão de “he is not good” (ele não é bom) com sotaque francês.


Railroad Tycoon II
Ano: 1998
Produtora: PopTop Software
Sistema: Windows, Linux, Mac, DreamCast e PlayStation
História: você é dono de uma empresa de serviços ferroviários e deve agora disputar espaços e cidades com outros empresários afim de criar um monopólio e uma malha ferroviária invejável e de sucesso! Mas tenha em mente que o tempo está passando e que as maria-fumaças logo darão lugar aos trens elétricos.


Experiência: lembro que brinquei com esse jogo por anos, principalmente por ele permitir que pudesse jogar no mapa do Brasil. Eu nunca consegui sobreviver por muito tempo no modo de competição com outros empresários, pois o computador sempre se mostrava astuto demais e rápido em transações comerciais. Resumindo: eu falia em pouco tempo. Mas não importava, porque o modo “freeplay” era o meu favorito e ali podia criar o que eu quisesse, inclusive modificar os mapas, criar comércios locais bem lucrativos e até mesmo avançar no tempo para botar trens elétricos para rodar. Seja como for, passei a minha adolescência jogando esse jogo espetacular e o meu primeiro Tycoon.


Zoo Tycoon II e todas as suas expansões
Ano: 2004
Produtora: Microsoft Games e Blue Fang Games
Sistema: Windows e Mac
História: você deve assumir o papel de administrador (a) de zoológicos e criar ambientes divertidos tanto para os diversos animais, quanto para os visitantes. Você ainda terá a missão de salvar alguns zoológicos deteriorados, cuidar de animais doentes e proporcionar o máximo de diversão para as pessoas.


Experiência: outro jogo Tycoon que joguei por anos! Simplesmente adoro esse jogo e todas as suas expansões: Endangered Species, African Adventure, Marine Mania e Extinct Animals. É super divertido completar as missões. O legal é que também dá pra aprender muito sobre diversos animais que existem pelo planeta, já que o jogo possui uma espécie de enciclopédia de animais selvagens. Pena que eles não incluíram animais do Brasil como as araras azuis, os bugios, as onças, etc. Teria sido um jogo ainda melhor com a nossa fauna. De qualquer forma, nunca esqueço dos meus shows com orcas e dos safáris bizarros que eu fazia com um tiranossauro ao lado de um leão!haha Na verdade, ainda jogo ele de vez em quando.


Montezuma's Return!
Ano: 1998
Produtora: Utopia Technologies
Sistema: Windows 95 e 98
História: Max é um aventureiro que acabou sofrendo um acidente de avião e caiu em uma cidade asteca. Munido apenas com uma lanterna e um cantil, ele terá que fugir da cidade e dos revoltados astecas que se aliaram a uns alienígenas. Mas Montezuma, o imperador, não vai facilitar as coisas para ele.


Experiência: a primeira vez que joguei foi através de um daqueles CD’s com demos de jogos que a CD Expert vendia. Na época era a forma que a gente tinha de conhecer novos lançamentos e os jogos que mais estavam bombando no mundo. Não tinha Steam ou sites de reviews de games como a GameVicio ou o IGN Games, tinham apenas essas revistinhas com os demos. A primeira coisa que me encantou é que a capa do jogo mais parecia o Indiana Jones melhorado!haha E de fato era! Você pulava em plataformas, escalava cordas, lutava contra águias, soldados astecas e chefes estranhos. Claro que os gráficos eram poligonais e extremamente toscos, mas e daí? A diversão era garantida! Joguei esse jogo por tanto tempo, mas infelizmente agora não consigo mais instalar ele nos Windows mais atuais. De qualquer forma foi o primeiro jogo de aventura em primeira pessoa que joguei na vida.


Crusaders Of Might And Magic
Ano: 1999
Produtora: The 3DO Company
Sistema: Windows e PlayStation
História: você é Drake, um guerreiro que quer vingar o massacre de sua família sob o comando de Necros, um necromante, que aconteceu quando ele era criança. Drake atravessa as terras de Ardon em busca de Necros e seus capangas, porém ele acaba sendo capturado pelos esqueletos do Demoin. Você deve escapar da prisão e conseguir aliados para continuar a sua busca e vingança tão desejadas.


Experiência: quando comecei a jogar, achei tudo extremamente bizarro. Na primeira caverna que me meti, fiquei apavorada. Na época eu tinha uns 10 anos. Lembro que aos 16 encontrei o CD jogado na gaveta e decidi jogar novamente. Não só gostei, mas dei risada: do que eu tinha medo afinal? O jogo é de fato bizarro, mas a história era bem interessante e essa coisa de você poder fazer o que quiser no jogo e explorar bastante é uma coisa que adoro! Até hoje eu lembro de várias cenas e batalhas que travei, mas a coisa mais marcante certamente foi da música de Citadel. Não tem nada igual no mundo!


Star Wars Episode I: The Phantom Menace
Ano: 1999
Produtora: BigApple Productions e LucasArts
Sistema: Windows e PlayStation
História: é a mesma história do filme, exceto a parte em que alguns eventos são mostrados do ponto de vista de diferentes personagens como o Jar Jar Binks ou o Anikin por exemplo.


Experiência: geralmente não gosto de jogar nada que seja inspirado em filmes, mas este é um excelente jogo. Lembro que adorava lutar com os jedis e correr com o Jar Jar Binks. Quase sempre levava tiros, mas destruir os androides era maravilhoso! Outra coisa legal é que tinham uns segredos numas salas escondidas e que você tinha essa liberdade de explorar os lugares. Certamente um dos melhores jogos do gênero.


Flying Corps
Ano: 1996
Produtora: Rowan Software
Sistema: DOS e Windows
História: a primeira guerra mundial estourou e você é um piloto de avião. Barão Vermelho, Cavaleiros do Céu e toda a famosa frota que você pode imaginar agora está em suas mãos. Entre nas batalhas mais sangrentas e sobreviva como puder.


Experiência: foi o meu primeiro simulador de voo e acho que os controles até eram relativamente simples de se mexer, coisa que hoje não existe em simuladores modernos. Lembro que era bem divertido explodir aviões inimigos no ar e bombardear alguns locais, apesar de que ficar voando pra lá e pra cá na maior parte do tempo ao invés de cumprir missões. Também lembro que o meu pai comprou um joystick só pra eu jogar essa belezura. Foi um jogo que fez a minha infância bem mais divertida!


Earthworm Jim
Ano: 1995
Produtora: Shiny Entertainement
Sistema: DOS, Windows e consoles
História: Jim antes era uma minhoca qualquer da Terra, mas um dia essa minhoca tola entrou num traje espacial hi-tech e virou uma minhoca guerreira e super inteligente. O traje era na verdade de uma rainha malvada, mas ele acabou sendo perdido no meio de uma batalha espacial e caiu na Terra. Jim logo descobre que a rainha está armando contra a sua irmã, a princesa. Agora ele tem que correr para salvá-la antes que seja tarde.


Experiência: é um jogo divertido, mas só fui entender a ironia por completo depois de adulta. Os personagens são bizarros, engraçados e fazem de tudo para te impedir de prosseguir, mas o engraçado mesmo é quando até os corvos não te perdoam e isso tudo porque, bem, Jim ainda é uma minhoca. Pena que a jogabilidade dele seja bem complexa, mas joguei bastante. Nunca cheguei a detonar, infelizmente.


Oddworld 2: Abe's Exoddus
Ano: 1998
Produtora: Oddworld Inhabitants e Digital Dialect
Sistema: Windows e consoles
História: Abe é um alienígena da raça dos Mudokons e também escravo dos Glukkons. Ele é forçado a trabalhar na indústria alimentícia, mais especificamente na produção de uma bebida chamada Soulstorm Brew que é extremamente viciante. Mas logo Abe e seus companheiros descobrem que a bebida é feita com ossos de Mudokons e lágrimas. Agora Abe tem que se virar para salvar seus companheiros e ao mesmo tempo não virar refrigerante de Glukkon. Ele só não pode deixar que os Glukkons descubram seus planos.


Experiência: o que mais me encantou nesse jogo é que o Abe tem não apenas poderes psíquicos, mas também pode falar com os companheiros de tal forma que pode dar ordens para andarem, lutarem, correrem, etc. O objetivo do jogo é salvar o máximo possível de companheiros e no decorrer da história a gente presencia Glukkons agredindo outros Mudokons com bastante violência, o que dá um certo arrepio e desconforto. Eu ficava com dó dos pobre coitados que levavam surras, confesso. Os gráficos são visualmente muito bonitos e Abe conta com habilidades físicas também bastante interessantes como agachar, pular e correr. Sem dúvidas é um jogo bem diferente e que vale a pena ser jogado!


Harry Potter e a Pedra Filosofal
Ano: 2001
Produtora: Eletronic Arts
Sistema: Windows e consoles
História: segue a mesma história do filme. Você joga com o Harry Potter e pode explorar Hogwarts, jogar quadribol e adquirir itens secretos e exclusivos como figurinhas de bruxos e bruxas, sapos de chocolate e feijõezinhos de vários sabores. Você deve ainda aprender diversos feitiços e descobrir onde está a pedra filosofal.


Experiência: um jogo incrível, sem dúvidas! Ainda hoje lembro das partidas de quadribol, das aulas de vôo em uma vassoura e de como eu adorava aprender e fazer os feitiços. Era um jogo leve e bastante divertido de jogar, algo que eu fazia com muito prazer. Explorar Hogwarts e encontrar as figurinhas também era algo que me atraía muito. Marcou bastante a minha adolescência.


Unreal: Return to Na Pali
Ano: 1999
Produtora: Epic Games
Sistema: Windows
História: você é o prisioneiro 849 e está sendo enviado de volta a Na Pali, de onde escapou antes no primeiro jogo Unreal. Tudo para recuperar algumas informações de uma nave que caiu por lá. Conforme você avança, encontra diários de sobreviventes da nave, mas logo descobre que o perigo ali é real e o pesadelo está de volta: hordas inteiras de monstros alienígenas estão à sua espera. A sua sobrevivência vai depender apenas de você. Pegue as informações e corra de Na Pali o quanto antes!


Experiência: outro FPS que adoro! O ambiente bizarro alienígena e todos aqueles monstros só esperando para levar uma porção de balas...ah, como isso é bom! Lembro que demorei um pouco pra conseguir detonar, mas valeu a pena! Nunca joguei o jogo antecessor, o Unreal.


Worms 2
Ano: 1997
Produtora: Team17
Sistema: Windows
História: você deve comandar um exército de minhocas muito bem equipadas e armadas para derrotar outro exército, seja comandado pelo próprio PC ou por um amigo.


Experiência: nem preciso dizer que é um jogo super divertido, né? Um clássico dos anos 90 que ainda encanta a garotada hoje em dia. Adorava explodir tudo e ouvir as famosas frases “o primeiro de muitos” ou “oh nããããão”. A “Sagrada Granada de Antioquia” ou simplesmente “Granada santa” era a minha preferida, obviamente!haha Passava horas e mais horas explodindo as pobres minhoquinhas me julguem.


F-22 Lightning 2
Ano: 1996
Produtora: NovaLogic
Sistema: Windows
História: você está no comando de um caça F-22. Entre em combates aéreos, realize missões e viva a experiência de um piloto de caça genuíno!


Experiência: outro simulador de voo que eu adoro até hoje! Como era extremamente fácil pilotar o F-22, sempre brincava com ele. Marcou bastante a minha infância e acho que joguei mais esse simulador do que o Flying Corps.


Tom Clancy's Ghost Recon
Ano: 2001
Produtora: Red Storm Entertainment
Sistema: Windows, Mac e consoles
História: o ano é 2008 e um grupo de rebeldes russos começou a invadir várias regiões da Europa. O tal grupo tem um armamento clandestino invejável e muito poder. A ONU cria então uma aliança entre Rússia, Alemanha e Estados Unidos afim de conter essa ameaça. Você é o comandante das forças táticas que deve impedir os avanços dos rebeldes e libertar prisioneiros. O seu grupo “Ghost Recon” (Esquadrão Fantasma) deve se infiltrar imediatamente nas instalações e realizar as diversas missões. A paz mundial depende da sua equipe.


Experiência: jogo sensacional de guerra e tática! A inteligência do jogo é algo também que merece destaque, principalmente por você poder coordenar outros soldados da sua tropa com uma certa facilidade. Outra coisa bastante legal é que dá pra ter quase todos os tipos de soldados no seu grupo, como snipers e fuzileiros. Lembro que às vezes colocava código pra tropa inteira ficar invisível e então eu chegava atirando perto dos inimigos. Eles ficavam que nem idiotas me procurando!hahaha


The Elder Scrolls III: Morrowind
Ano: 2002
Produtora: Bethesda Game Studios
Sistema: Windows e XBox
História: você foi encontrado por alguns marinheiros desmaiado no meio do mar e levado a uma pequena cidade portuária. Você não sabe de onde veio e nem pra onde vai, muito menos por que estava no mar. Entretanto, o imperador Uriel Septim demonstra um enorme interesse em você e ninguém entende o por que. Você deve então investigar a fundo uma velha lenda de um grupo de nômades e descobre que há muitos anos atrás existia um nobre guerreiro chamado Indoril Nerevar. Seus feitos épicos e seu heroísmo o tornaram uma lenda e ele prometeu reencarnar no futuro, pois sabia que Morrowind estaria ameaçada novamente pelo malvado Dagoth Ur que foi preso por ele nas montanhas vermelhas. Os líderes dessa tribo de nômades começam a suspeitar de que você seja essa reencarnação, ou seja, o Nerevarine. Agora você não somente terá que provar que é o Nerevarine e derrotar Dagoth Ur, mas também terá que manter Morrowind livre de necromantes vis, ladrões sacanas, assassinos cruéis e criaturas agressivas. Sem contar que o próprio Dagoth Ur começará a persegui-lo com seus capangas para tentar convencê-lo a ir para o lado do mal.


Experiência: jamais tinha jogado algo assim, onde eu podia escolher o que fazer e quando fazer. Só isso me prendeu nesse jogo por mais de 1 ano inteiro! Você não tem que seguir somente a profecia, pois pode completar outras missões e se tornar um guerreiro de respeito e honra antes de sequer começar a provar que é o Nerevarine. E mesmo que derrote o Dagoth Ur, o jogo não acaba, o que é incrível e permite que se explore mais o território de Morrowind para completar mais missões. O legal é que tudo funciona na base da “evolução”, ou seja, você começa como um cara fraco que ninguém respeita e termina como um guerreiro forte, astuto, rápido e muito poderoso. Os gráficos não são sensacionais, mas a jogabilidade compensa tudo! Você pode vender e comprar quantos itens quiser (e quantos o dinheiro compensar), pode realizar missões menores e ganhar o respeito de civis comuns, pode visitar diferentes cidades e pode até conseguir alguns itens exclusivos. Uma coisa que eu adorava fazer era colecionar armas, armaduras e itens relacionados a diversos temas. Também colecionava livros, pergaminhos, pedras e feitiços. Uma coisa tão marcante pra mim foi a trilha sonora desse jogo. Outra coisa legal é que você não precisa necessariamente escolher ser bom. Você pode se tornar um ladrão ou um assassino cruel, mas não espere que isso te dê muita vantagem no jogo, pois as pessoas logo irão te repudiar e os guardas irão querer a tua cabeça numa bandeja, o que vai dificultar muito as missões do Nerevarine.


The Elder Scrolls IV: Oblivion
Ano: 2006
Produtora: Bethesda Game Studios
Sistema: Windows e consoles
História: você está preso na penitenciária da cidade imperial, mas de repente uma figura ilustre aparece na sua cela: o imperador Uriel Septim VII em pessoa! Ele e um grupo de guardas de elite atravessam uma passagem secreta na sua cela e entram numas catacumbas. De repente são atacados por assassinos encapuzados do culto Mythic Dawn. Uriel é morto, mas antes revela que ainda há esperanças para o reino. Você recebe ordens do próprio imperador para procurar seu filho bastardo e o único que tem o poder de salvar a todos, já que os outros filhos dele também foram mortos. Começa ali a sua jornada em busca de Martin, o herdeiro de Septim. Você ainda terá que ajuda-lo a encontrar uma maneira de reprimir os Mythic Dawn para sempre. O problema é que a morte do imperador possibilitou que portais para Oblivion se abrissem por todo o reino e que criaturas de Daedra escapassem. Um desses portais surge exatamente na cidade de Kvatch e a devasta. Você é enviado para salvá-los, se torna o herói e agora deve prosseguir com sua jornada em busca dos itens sagrados e das escrituras secretas dos Mythic Dawn.


Experiência: por ser uma “sequência” de Morrowind, mesmo que as histórias não tenham ligação entre si, mas o sistema de jogabilidade é praticamente o mesmo: você pode explorar o reino todo, realizar missões, se alistar em diversos guilds e se tornar um grande guerreiro. As diferenças se dão no decorrer da história, na verdade. Aqui você não tem muita chance de ser uma má pessoa, mas pode se juntar a alguns grupos no mínimo bizarros como os assassinos do Dark Brotherhood e os ladrões chefiados pelo famoso Gray Fox. Isso não vai te tornar um guerreiro mau, mas vai te dar habilidades especiais e respeito em diversas tribos. Outra coisa sensacional deste jogo é a possibilidade de ter casas, comércios e cavalos. Só a parte do cavalo já vale a pena, pois não ter que ficar 20 minutos correndo de uma cidade pra outra é uma maravilha!haha Em Morrowind não tinha essa opção. Outra possibilidade é se tornar um verdadeiro gladiador ao se juntar aos guerreiros da Arena da cidade imperial, o que aumenta e muito os eu respeito e é bem fácil de conseguir a armadura dourada. Você ainda pode se tornar um vampiro, o que tem suas vantagens como carregar mais peso, ser mais rápido e forte, mas por outro lado ter que ficar sugando sangue de inocentes enquanto dormem, não poder ficar muito tempo na luz do sol e principalmente a sua aparência grotesca com olhos vermelhos e pele pálida (e dentinhos também haha) que faz com que os outros te estranhem quando você vai falar com eles. O único defeito que vi nesse jogo é não poder guardar suas armas e coisas em caixas, pois elas somem depois de um tempo. A dica que dou é: guarde em sacos. Em Morrowind você podia guardar em qualquer lugar, mas em Oblivion não. Se você estiver de saco cheio das missões, pode apenas treinar indo fechar alguns portais para Oblivion (que mais parece o inferno com seus lagos de fogo, puzzles e criaturas daedras chatas de matar) ou viajar por estradas para flagrar ladrões e depois vender as armaduras e armas deles. Acho que é um dos poucos jogos da lista que eu ainda estou jogando atualmente.


The Movies: Stunts & Effects
Ano: 2005
Produtora: Lionhead Studios
Sistema: Windows
História: você é dono de um novo estúdio de filmes. Você deve contratar funcionários e atores para produzir os seus primeiros filmes. Conforme o tempo passar e você for ganhando mais dinheiro e fama, deve melhorar o seu estúdio com mais cenários e funcionários. A cada ano os seus filmes concorrem aos melhores do mundo. Se você ganhar, isso será um bônus espetacular para o seu complexo de estúdios! Tome cuidado com atores desequilibrados e crie roteiros que o público goste. Se manter nesse ramo até os dias atuais dependerá apenas de você!


Experiência: um jogo sensacional e eu não faço ideia do por que não ficou famoso! Você começa lá nos anos 1900 e só termina nos dias atuais, com direito a efeitos especiais, dublês e tudo mais! Eu sempre crio roteiros engraçados e bobocas para me divertir. Uma coisa legal é que você acaba aprendendo como os filmes são feitos e pode acompanhar de perto as filmagens. Uma coisa interessante é que o jogo acompanha as eras, como a segunda guerra mundial por exemplo. Ele também tem uma rádio que fica tocando no fundo e os apresentadores são sempre engraçados ou rabugentos, mas as músicas são bem agradáveis. Ainda jogo ele e sempre me divirto. Qualquer dia posto um dos meus filmes por aqui!rs


Beyond Good And Evil
Ano: 2003
Produtora: Ubisoft
Sistema: Windows e consoles
História: Jade é uma garota que vive com outras crianças órfãs e o tio porco Pey’J em um farol. Ela se filia a um grupo de revolucionários chamado IRIS e recebe a missão de reportar atrocidades feitas pelos Alpha e DomZ em suas indústrias. O problema é que eles fingem que são os mocinhos e controlam as pessoas de Hyllian com lavagem cerebral enquanto as sequestram nos bastidores e as transformam em produtos de suas fábricas. É quando as crianças são sequestradas que Jade e Pey’J se vêem em apuros e fazem de tudo para acabar de vez com essa máfia dos DomZ.


Experiência: já falei desse jogo no post de 31 jogos dePlayStation 2 que você deve jogar antes de morrer. Antes de jogar a versão para console, eu joguei a de PC e foi uma experiência única! Poder pilotar um hovercraft e uma nave espacial chamada Beluga são os pontos altos da trama. A história é incrível e os cenários coloridos e de estilo cartoon também me marcaram bastante! Certamente foi um jogo inesquecível para mim! Bons tempos!


Discworld II: Missing Presumed...!? (ou Mortality Bytes! nos EUA)
Ano: 1996
Produtora: Perfect Entertainment
Sistema: Windows, DOS e consoles
História: Rincewind, um mago atrapalhado, e seu baú com perninhas precisam resolver um mistério. A morte desapareceu e as almas não podem deixar os corpos. Agora eles vagam confusos pelo Discworld e os vivos não entendem como isso é possível. Rincewind encontra a morte, mas esta lhe diz que achava que ninguém gostava dela, então desapareceu. Agora ele precisará se esforçar uma pouco mais se quiser convencê-la de que é tão importante quanto jamais poderia imaginar.


Experiência: lembro que a primeira vez que rodei esse jogo fiquei encantada! O visual com cores vibrantes, os diálogos com vozes diferentes, o ambiente macabro e sombrio com personagens bizarros e caricatos, a trilha sonora e a possibilidade de explorar tudo com apenas cliques me fascinou profundamente. Claro que na época eu tinha que jogar com um dicionário de inglês do lado, mas valeu a pena! Infelizmente nunca cheguei a detonar esse jogo e não sei o por quê, mas provavelmente o farei futuramente. De qualquer forma, Discworld II é uma experiência única! E pra quem não sabe ou não lembra, Discworld é na verdade uma série de livros de fantasia e muito humor escrita por Terry Pratchett.


Serious Sam 2
Ano: 2005
Produtora: Croteam
Sistema: Windows, Linux e XBox
História: um alienígena conhecido como “Mental” quer destruir a humanidade. Cabe a você, o Sam “Serious” Stone exterminar as infinitas hordas de extraterrestres com um arsenal de armas invejável. Você ainda pode contar com o apoio do Grande Conselho Sirian e os nativos dos mundos para avançar e buscar por Mental.


Experiência: é o típico jogo em que você tem que atirar e esquivar. Apenas isso. Tudo se resume a exterminar hordas e mais hordas de monstros estranhos e bizarros em mundos espaçosos, templos e com um sarcasmo do personagem principal que chega a ser único. Não tem muito a se explorar, na verdade, e os puzzles são bem simples. Já aliviei muito estresse com esse jogo!haha
 

The Incredible Machine 1, 2 e 3
Ano: 1992, 1994 e 1995
Produtora: Jeff Tunnell e Sierra Entertainment
Sistema: DOS, Windows e Mac
História: você terá que realizar várias missões, mas para isto deverá criar os dispositivos mais malucos, derrubar coisas, acionar aparelhos, disparar canhões, estourar balões e muito mais nesta saga divertida!


Experiência: lembro que passava horas e mais horas criando sequências divertidas com tudo o que tinha direito e geralmente eram coisas bem complexas, mecanismos que enchiam a tela e demoravam um tempo pra completar o percurso. Sempre gostei desse tipo de jogo, pena que tem poucos assim.


Medal of Honor: Allied Assault
Ano: 2002
Produtora: 2015 Inc.
Sistema: Windows, Mac e Linux
História: você é o tenente Mike Powell, um membro do exército americano. Em plena segunda guerra, você recebe diversas missões importantes que devem ser bem sucedidas, já que é um soldado de elite. Mas cuidado, pois os soldados alemães não podem te capturar ou te matar.


Experiência: é um dos jogos de guerra que mais gostei de jogar. Talvez tenha sido o primeiro, mas não lembro direito. A coisa que mais me atraiu obviamente foi o fato de que o jogo se ambienta na segunda guerra mundial, assunto que eu amo de paixão. Mas certamente não tem nada mais delicioso do que atirar em soldados nazistas, mesmo que de mentirinha!haha


The Sims 2 e todas as expansões
Ano: 2004
Produtora: Maxis
Sistema: Windows, Mac e consoles
História: aqui você pode fazer o que quiser, quando quiser e ser quem você sempre sonhou. Você ainda poderá criar uma casa com a sua cara. Crie seu personagem e viva uma vida incrível!


Experiência: joguei o primeiro título da série, mas por pouquíssimo tempo. Na verdade, o segundo título foi tão marcante que eu cheguei a comprar o jogo original com o primeiro salário que ganhei na vida anos 16 anos. Já perdi as contas de quantas horas passei nessa coisa e quantos personagens, famílias, negócios, animais e histórias já criei e vivi. Acho que de todos os títulos, o 2 ainda é lendário!


Imaginemos! 3
Ano: 1998
Produtora: Mind Magic Productions
Sistema: Windows 95
História: aqui você pode acompanhar o serelepe vaga-lume Flash em sua jornada pelo mundo! Descubra costumes, comidas, danças típicas e línguas que diferentes nações tem. Imaginemos - Muitas terras! Muitos Playgrounds!


Experiência: pode parecer ridículo, mas esse jogo foi um dos que mais me marcou. Lembro que era um jogo bobinho, um point-and-click com animações toscas e efeitos sonoros divertidos. Mas lembro também que passava horas e mais horas lendo, ouvindo e descobrindo curiosidades de diferentes países, pois até então não tinha contato com esse tipo de coisa e tinha apenas 7 ou 8 anos de idade. Ainda tenho o CD, mas infelizmente o Windows 8 se recusa a rodá-lo. Também não encontrei nada sobre o jogo na internet, o que provavelmente o faz ser meio que "raro" e me obrigou a tirar uma foto do meu próprio CD. De qualquer forma jamais poderia terminar essa lista sem esse grande clássico da minha infância e que me arrancou vários risos!

Você pode baixar esta belezinha aqui. Pretendo disponibilizar o 2 também. Infelizmente o CD do 1 rachou, então digníssimo leitor (a), se você tiver o 1 em bom estado envie para o email umadwtf@gmail.com . Serei eternamente grata!


E você, leitor (a)? Já jogou algum desses títulos ou gostaria de jogar? Deixe a sua opinião nos comentários!

Liuka

É uma verdadeira draga de coisas inúteis e ao mesmo tempo interessantes.

62 comentários:

  1. Daria trabalho, e consumiria uma boa memória, mas acho que se eu consegui-se baixar todos esses jogos, upar eles na minha conta, e coloca-se para download um por um abaixo das suas descrições, estaríamos diante de um dos melhores posts de todos os tempos. O que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade eu tenho alguns desses jogos dentro do segundo HD do meu PC como o The Movies, o Doom 3, o Zoo Tycoon, Oblivion, Serious Sam, o System Shock 2, etc. O que eu não tenho é tempo pra criar uma conta e upar tudo. Mas se você tiver tempo e paciência pra botar na rede, eu com certeza boto o link na postagem! :) E de quebra ainda poderia postar no seu blog, se assim o quisesse! O que me diz?

      Excluir
  2. Ficaria excelente, aquele seu post dos jogos polêmicos, ainda tá como o número 01 lá no top 10, esse com certeza superaria ele. Posso começar a procura na segunda. Eu posso criar uma conta no mega em que os dois saibam a senha, se coloca-se os seus instaladores em rar ou zip para upar, já ficava mais fácil, eu procurava os demais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ok, posso fazer isso, mas só no fim de semana. Eu vou ver quais jogos tenho de fato no meu HD e te passo a lista por email, assim você não terá que procurar todos. Quando criar a conta, é só me passar os dados. Logo postarei no seu blog.

      Excluir
  3. Caramba, eu tbm tive esse jogo do vagalume, mas não lembrava o nome. Procurei, procurei e caí aqui! Esse é aquele que o vagalume viaja pelo mundo, né? É o mesmo que ele vai para outros planetas? Era demais! hahah Valeu pelo post, bem bacana (inclusive joguei vários dos games ai citados). Vou começar uma saga e ver se encontro algo do Imaginemos pela net. Se aparecer, te aviso! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então, eu na verdade estava tentando lembrar o nome desse vagalume, mas ta difícil!haha Enfim, é esse jogo mesmo! Eu devo ter ainda o 1 e o 2 jogados na gaveta, vou verificar depois, mas o que mais me marcou mesmo foi o 3. Se tiver tempo, tentarei trazer esse jogo pra internet, criando uma cópia e disponibilizando pra download. Mas se você encontrá-lo, não deixe de me avisar também!

      Excluir
    2. Liuka por favor tente trazer o Imaginemos 3 para internet estou a muitos e muitos anos a procura dele e achei aqui no blog gostaria de fazer o download dele e jogar novamente o jogo que mais marcou a minha infância, eu tinha o CD mas perdi a muito tempo quando eu ainda tinha uns 5 ~ 6 anos, e o nome do vagalume é Flash, valeuuuu

      Excluir
    3. Poootz, é mesmo! O nome dele era Flash! Cara, possivelmente eu tenho os 3 volumes aqui em casa, muito embora ache que só o nº 3 não esteja riscado o suficiente pra ainda conseguir funcionar. Eu vou tentar disponibilizar sim. Me manda seu email de contato que te aviso pessoalmente quando upar pra algum serviço de nuvem.

      Excluir
    4. Ei Lucas, eu já te enviei o link pra download por email. Confere lá depois!

      Excluir
    5. Nooossaaaa!!!
      Quero muito o imaginemos 1 e 2, eu só tenho o 3, quero muito jogar, quem disponibilizar por que manda um email

      Excluir
  4. Caraca, vc realmente jogou, kkkkkkkkkkk. Nem li tudo, muita coisa, mas muito bom novamente, parabéns. Hoje em dia quase não tenho tempo de jogar videogame, dá uma saudade dessa época, era muito bom... Uma pena que quando vejo as novidades parece que, incrivelmente, os games estão piorando.

    Mas ae, vi esse post resolvi comentar aqui, tenho certeza que você vai gostar, é de um site que eu tmb curto muito:

    http://papodehomem.com.br/28-curiosidades-sobre-games-jogos-world-warcraft-super-mario?utm_content=buffer1816e&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu me criei nos jogos, praticamente!rs Meu inglês evoluiu em parte graças a eles. Também mal tenho tempo de jogar atualmente, mas de vez em quando dou um jeitinho. Aliás, excelente artigo que você me mandou! Adorei!

      Excluir
  5. Pessoal tem como disponibilizar o arquivo para download do Imaginemos 3 do vagalume?Obrigado estou a 4 anos em busca desse game que foi o que mais marcou a minha infância e nunca achei, agradeço desde já

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou tentar upar ele pra algum serviço de nuvem. Ele é bem raro mesmo, pelo jeito. Se quiser, me envia o seu email de contato e eu te aviso pessoalmente quando finalmente disponibilizar pra download.

      Excluir
    2. Luiz, eu já te mandei o link por email pra baixar o Imaginemos 3! Dá uma conferida lá!

      Excluir
    3. Pessoal, me mande o link também por favor?

      Excluir
    4. https://depositfiles.org/files/f0zfb3d7r

      Excluir
  6. muito bom esse site, tem muito conteudo nostalgico, eu tava lembrando do beat up que eu mais jogava quando era criança olha o que eu achei: https://www.youtube.com/watch?v=VXAfmYYZtog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só clássicos! Adorei, obrigada por compartilhar!

      Excluir
  7. Adorei a lista! a maioria desses jogos eu joguei em plataformas diferentes: Quake 2 no n64 eu adorava, apesar de não ter o memory card(alguns jogos do n64 precisava de memory card) eu chegava até a missão 8 e não passava dela mas eu nem esquentava.
    need for speed eu achava chato, até jogar o rivals, muito da trilha sonora dele vem do underground 2 (Unwritten Law-The Celebration---umas das melhores do jogo)
    O Harry Potter eu recomendo que vc experimente a versão do gameboy color,é um exelente rpg!.
    the sims eu conheci o primeiro lá nos anos 2000, tinha 10 anos eu fui pra casa de um amigo e ele me mostrou, eu passei a tarde só jogando the sims 1 e nem dei mais bola pra ele kkkkkk.
    Mas Liuka... kd a lenda de Zelda? ^^. Zelda ocarina do tempo ainda lembro...peguei na locadora simplismente porque os outros jogos ou era luta ou futebol. Enfim me apaixonei pela serie....
    Cada coisa que já fiz...perdia até semnas de aula pra ficar jogando 007 goldeneye que um amigo me emprestou lá por 98 ou 2000.

    To escrevendo muito me empolguei ^^ Vc escreve muito bem e dá vontade de ler mais e mais até o fim e de comentar cada um.
    Liuka tu podia contar se vc já fez algo parecido (faltar aula ou acorda de madruga escondida).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu cheguei a jogar o Harry Potter pra gameboy color e gostei bastante! O "Ocarina do tempo" é um clássico que já perdi as contas de quantas vezes joguei, apesar de não apreciar tanto o Majora's Mask por causa daquele maldito timer. Mas você lembrou de um aí que até eu tinha esquecido: 007 Goldeneye! Me bateu uma nostalgia aqui...
      Nunca matei aula pra jogar, até porque antes a minha mãe me mataria!kk Mas confesso que quando adolescente já fiquei até 4 horas da manhã jogando com a porta fechada e o som da TV bem baixinho, rezando pro meu pai não entrar no quarto e me flagrar. Bons tempos! Hoje jogo até 1 ou 2 horas da manhã e já fico exausta!
      Em 2000 você tinha 10 anos? Epa, acho que temos a mesma idade!

      Excluir
  8. Kkkk imagina a aflição prestando atenção no jogo e ao mesmo tempo vigiando a porta.
    Ah esqueci já jogou banjo no n64 e conker bad fur day?.
    Podia fazer um post com coisas dos anos 90 como aquele chocolate surpresa que vinha com uma figurinha do espaço...kkkk..eita...
    Eu tenho atualmente 25 anos to veio kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Banjo e o Conker também são clássicos (esse último só fui entender direito anos depois kkk). Anos 90 hein? Haja nostalgia! Mas seria legal sim, vou acatar essa sugestão! Obrigada!
      Eu tenho 26 anos, aliás.

      Excluir
  9. ah então ou vc é de 89 ou antes de setembro de 90.....ta veia kkkk to brincando ta uma criança ainda ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dezembro de 89, na verdade. Já fizemos 1/4 de século, já parou pra pensar?

      Excluir
  10. Liukaaa!!!!! Estou a anos procurando uma imagem do imaginemos volume 3!!! Esse cd marcou minha infância, li acima que você disponibilizou um download para o nosso amigo, venho lhe suplicar um link também!!! Agradecisdíssimo desde já, e também por me lembrar o nome do vagalume rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fabrício! Me envia seu email e eu te envio o link pra download por ele! :)

      Excluir
  11. Eu também gostaria do link para download do Imaginemos. Como eu faço para te mandar meu email?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rogério! Envie para umadwtf@gmail.com

      Excluir
    2. Olá Liuka! Estou a muito tempo a procura de jogo te mandarei um email!

      Por favor, compartilhe comigo essa reliquia da minha infância :,)

      Excluir
  12. Faltou o rollercoaster tycoon 2 <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que esse jogo não me marcou tanto quanto deveria. Eu enjoava fácil. Gostava mais do Zoo Tycoon, já que podia mexer com animais diversos e dinossauros!rs

      Excluir
  13. OMG! Preciso desse link! Eu joguei muito o Imaginemos dos planetas! Você tem os outros (1 e 2) tbm?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tenho os CDs de todos, mas o do 1 acabou rachando feio. Estou à procura de quem possa tê-lo para me enviar uma cópia. Os 2 e o 3 aparentemente estão bons ainda. Manda o seu email e eu te envio o link pra baixar.

      Excluir
  14. Nossa, quero muito esse link do imaginemos! Posso te enviar um email tb?? Abs!

    ResponderExcluir
  15. minha infancia foi jogando imaginemos 3 mas agora eu nao acho em lugar nenhuma pra baixar ....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carlos! Me manda o endereço do seu email por aqui ou manda um email para umadwtf@gmail.com e eu te envio o link pra baixar.

      Excluir
  16. Me envie o download de imaginemos por gentileza???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me manda o endereço do seu email por aqui ou manda um email para umadwtf@gmail.com e eu te envio o link pra baixar.

      Excluir
  17. Oi, por favor, eu adoraria os imaginemos!! te como ainda?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me manda o endereço do seu email por aqui ou manda um email para umadwtf@gmail.com e eu te envio o link pra baixar.

      Excluir
  18. Olá! Eu gostaria de receber o link para baixar o imaginemos também =D ainda é possível? Já até mandei um email para umadwtf@gmail.com

    ResponderExcluir
  19. faltou 1 que chamase coelho sábido 1 série.!!!! muito bom tambem.!!!! já tenho 1 cd.!!!!

    ResponderExcluir
  20. Alguem consegue me ajudar?
    Estou a procura de um game que era tipo colheita/fazenda
    Tinha um balão e trocava estações eu acho. Era em 1 pessoa eu acho e o nome era Walter eu acho. O balão tinha caido ai precisava ajudar ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o nome desse jogo era Oscar, o balonista! :D

      Excluir
    2. Isso!! Era Oscar, o balonista. Estou procurando esse jogo

      Excluir
  21. Eu tenho o cd 1 ele pega ainda ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficaria muito agradecida se pudesse upar ele pra algum serviço de hospedagem (como o MEGA, 4 shared, depositi files por exemplo) e enviar o link para umadwtf@gmail.com
      Assim eu poderia disponibilizá-lo na internet junto com os outros.

      Excluir
  22. Liuka me arruma o Imaginemos 1 e 2 por favor TT_TT

    ResponderExcluir
  23. Gostaria de saber o nome de um jogo em CD parecido com "historia sem fim"
    O personagem principal era um menino que tinha que salvar um mágico, algo do tipo
    Lembro que tinham vários caminhos e tinha que encontrar o caminho certo e tinha uma bruxa tbm
    O nome era uma palavra em inglês e tinham varios CDs (tipo 1, 2, 3..)
    Será que alguém pode me ajudar??
    Ja revirei e internet tentando descobrir o nome e não consigo

    ResponderExcluir
  24. Eu também jogava o imaginemos, mas aquele dos planetas. Muito legal achar outras pessoas que também conheceram esse jogo, não tem muita informação sobre ele na internet.

    ResponderExcluir
  25. Liuka! Você sabe como instalar o Imaginemos no Windows recente? Eu cheguei a baixar o conteúdo, mas não consegui. =/ Me impressionei com o número de gente perguntando sobre o jogo! Pois pra mim, poucas pessoas tinham jogado! haha Ele marcou demais a minha infância e eu só queria poder ouvir a músiquinha mais uma vez!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, eu também fiquei frustrada com essa situação. Esperava que algum leitor me desse uma luz sobre como fazer esses jogos antigos funcionarem, mas ainda não consegui nada. Assim que souber, faço um tutorial.

      Excluir
  26. Gente, por favor, disponibilizem o Imaginemos 1!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Opa, já disponibilizamos! Baixe aqui: http://umadblog.blogspot.com.br/2017/01/iieeeyyyy-finalmente.html

      Excluir
  27. Gente, alguém ja jogou o jogo KIKA pra pc? É tipo um bichinho virtual, voce tinha que cuidar dela, e ela ia crescendo com o passar do tempo. Eu joguei muito esse jogo por volta de 2000, e não acho nada dela na net, nem foto, video, nada. Alguém sabe alguma coisa?

    ResponderExcluir
  28. vc jogou outlaws, unreal, quake 2 (eu tambem me pelava de medo do berserker kkk), Montezuma's Return! (esse eu pensei que so eu no mundo conhecesse kkk) nossa... minha alma gemea realmente existe
    *----* kkkk

    ow, liuka, add na steam aí pra jogarmos alguns games e trocar umas ideias!

    mj_sarge

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será um prazer!hehe Qualquer dia eu apareço lá na Steam!

      Excluir
  29. Muuuuuuuuuuuito obrigado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Há tempos eu procurava o nome do Time Commando, eu jogava quando eu tinha uns 6 anos e fiquei decepcionado quando chegava em uma fase e travava. Muito obrigado mesmo!!!

    ResponderExcluir
  30. Quando era criança jogava os títulos da série Oddworld e The incredible machine, só que não lembrava de jeito nenhum o nome de ambos! Muito obrigado por me fazer lembrar <3

    ResponderExcluir

**ATENÇÃO: Todos os comentários são moderados para evitar SPAM.**

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...